quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Brincadeira de criança

Olá amados, que a paz de Cristo esteja com todos vocês!

"Brincadeira de criança, como é bom, como é bom/ Guardo ainda na lembrança..."

Desde de que retornei de Porto Velho (cidade natal), onde aproveitei meu restinho de férias, minhas lembranças foram aguçadas por uma certa "inveja branca" que sinto da molecada da minha rua.
O cenário é o mesmo todos os dias: a garotada da parte baixa da rua brincando de betis, na rua da frente de volei, um bocado de meninos empinando ou correndo atrás de pepeta* e outro punhado de meninos simplismente correndo ou brincando no monte de areia de construção...Todos felizes, despreocupados e com muita inocencia, sem o peso da responsabilidade da vida adulta
Minha infância em Porto Velho não foi tão diferente, exceto pelo fato de que eu tinha uma preocupação corriqueira: ficar de "butuca" na esquina para ver quando minha mãe chegava do trabalho, assim dava tempo de correr para dentro de casa e fazer aquela cara de paisagem, como se nada tivesse acontecido...
Traquinagens a parte, o fato é que quando estava em PVH recentemente lembrei o quanto isso era bom, principalmente quando a mamy dava uma folga e deixava eu e as irmãs brincarem no final de tarde, anoitecendo...Pira coca**, pira alta**, mãe da rua, esconde-esconde**, polícia e ladrão, rouba bandeira e tantas outras variações e invenções de mentes férteis e sedentas por diversão! Na adolescencia adorava jogar vôlei em um campinho que tinha perto da minha casa, coisa bem rústica, uma cordinha como rede, uma bola não oficial que foi comprada com cota e que muitas vezes era furada por algum cachorro da vizinhança ou grade de portão, eventualmente era estourada em um atropelamento.
E esses dias, saindo e voltando do trabalho me deparo com minhas lembranças, posso dizer que bem vivas e materializadas na gurizada da rua, de cara pro sol escaldante ou tomando banho na chuva amazônica que insiste em cair quase todos os dias, o que não impede que a diversão continue, muitas vezes até melhora as brincadeiras. É uma pena que nos tempos modernos algumas crianças estão deixando de aproveitar tudo isso para passar muito tempo na frente do computador, é uma pena mesmo, pior mesmo é sentir nostalgia daquilo que não se viveu.
Qualquer dia desses deixo de ficar apenas nas lembranças e brinco de betis com meus mini vizinhos!!!!!

*pipa
**variações de pic, aqui no Acre é chamado de "manja".

Um comentário:

  1. Olá, quero aproveitar o espaço para divulgar dois excelente materiais de recreação: o ALMANAQUE de BRINCADEIRAS e o ALMANAQUE de DINÂMICAS. Juntos, eles contém 1000 atividades educativas e recreativas, como brincadeiras de rua, brincadeiras folclóricas, brincadeiras infantis, dinâmicas de grupo e tarefas de gincana. É um material fantástico que todos deveriam ter. O download é gratuito. Acesse e Divulgue à vontade!

    http://brincadeirasderua.zip.net

    ResponderExcluir